Cemitério do século 21: personalização e tecnologia na hora do adeus

Flores, orações, uma orquestra ou um show de rock ao vivo. Os velórios personalizados com ideias mirabolantes estão a um passo de se tornarem realidade para quem desejar. Isso porque o Crematório e Cemitério da Penitência vai passar a oferecer o serviço de customização com show de luzes, buffet liberado, chopp, trilha sonora e até cavalaria.

Para tentar conseguir todos os pedidos possíveis nesta hora tão difícil, o cemitério conta com uma equipe de cerimonialistas que ficam em contato diretamente com os familiares e cuidam de todos os detalhes do velório.

— A equipe de cerimonial foi criada para construir com a família a despedida do jeito que ela quer. Poder ser algo mais simples, ou com mais elementos. Temos um cliente, por exemplo, que já mostrou o desejo de ter uma banda de rock tocando enquanto passa vídeos e fotos da sua vida. Ele quer que a cerimônia remeta a vida. — conta Alberto Brenner Júnior, gerente administrativo do cemitério.

Também foi desenvolvido uma forma diferente de dar adeus ao ente querido: o caixão é levado através de uma espécie de esteira mecânica para uma cabine que imita o céu. Tudo isso ao som da trilha sonora escolhida pela família e sob uma chuva de pétalas de rosas e efeitos de fumaça. Um vídeo com mensagens de apoio também é projetado nos últimos momentos.

Por um tablet a família pode controlar a iluminação e as músicas tocadas durante o velório
Por um tablet a família pode controlar a iluminação e as músicas tocadas durante o velório Foto: Emily Almeida / Agência O Globo

Por ser um novo serviço a ser lançado apenas na próxima semana, e totalmente personalizado ainda não há um preço definido pela empresa. Porém todos que alugarem uma capela para o velório contarão com a opção desta despedida diferenciada.

— Ao organizar a cerimonia nós orientamos como que esse velório pode acontecer. Há algumas coisas que não podemos fazer, mas sempre tentamos ajudar o cliente da melhor maneira possível. Temos que entender que ele está passando pelo momento mais difícil da vida — conta Alberto.

Há um mês na função, a cerimonialista Ângela Braga, participou de um curso no sul para se aperfeiçoar. Ela, que desde 2013 trabalhava no atendimento comercial do cemitério, conta que o momento mais difícil de seu trabalho é na hora do último adeus dos familiares e amigos:

— Nosso trabalho é organizar e ao mesmo tempo tentar transmitir o conforto para os familiares. É tão bom saber que você conseguiu ajudar alguém em um momento tão difícil da vida.

Além da personalização do velório, o Crematório e Cemitério da Penitência oferece outro serviço inédito: após a cremação a urna pode ficar em um local chamado columbário e assim não é preciso levar as cinzas logo na primeira semana depois da cremação. O propósito do local é facilitar a transição. No columbário ainda há uma câmera que faz transmissão online e ao vivo 24 horas para quem quiser acompanhar e orar para a urna de seu ente querido,mesmo à distancia.

Columbario do Cemiterio e Crematorio da Penitencia no Caju tem uma camêra de transmissão ao vivo via internet para os familiares
Columbario do Cemiterio e Crematorio da Penitencia no Caju tem uma camêra de transmissão ao vivo via internet para os familiares Foto: Emily Almeida / Agência O Globo

Na instituição, o meio ambiente também é uma preocupação. A área dos jazíguos verticais conta com um sistema de tratamento de ar, para evitar que as substancias produzidas durante a decomposição dos corpos polua o meio ambiente. O cemitério também conta com coleta de água de chuvas que são usadas para regar os jardins.

Para ajudar o luto, são realizadas quizenalmente palestras sobre o tema direcioandas para os familaires e amigos que acabaram de perder um ente querido. Uma missa mensal em memória dos falecidos também é celebrada na igreja principal. Em agosto, por exemplo foi realizada uma homenagem ao dias dos pais no local.

<

p class=”wpematico_credit”>Powered by WPeMatico

Related posts